Monthly Archives: outubro 2016

Prefeitura de Ilhabela apresenta novo sistema de lixeiras subterrâneas

lixeiras-subterraneas-5

A Prefeitura de Ilhabela acaba de aderir ao sistema de lixeiras subterrâneas, nova tendência mundial em meio ambiente. Na tarde da última quarta-feira (26/10) foi realizada uma apresentação oficial do funcionamento das lixeiras instaladas na Praça Coronel Julião Torres, na Vila, centro histórico da cidade. Ao todo, foram instaladas três núcleos de lixeiras subterrâneas na Vila, sendo um na Praça Coronel Julião; o segundo na esquina da antiga escola Gabriel Ribeiro (futuro Polo Cultural de Ilhabela) e o terceiro em frente à Secretaria de Cultura, bem próximo ao píer. O projeto é coordenado pela Secretaria de Meio Ambiente e visa também melhorar o visual em locais de grande circulação.
A medida inclui não só a instalação das lixeiras, bem como sua higienização e manutenção. A Praia Grande e Ilha das Cabras também receberam os módulos de lixeiras subterrâneas.
O prefeito de Ilhabela, Toninho Colucci, explica o funcionamento do sistema. “Com o mecanismo subterrâneo, o lixo não é acumulado nas ruas, evitando o entupimento de bueiros em dias de chuva e enchentes e deixando o município mais limpo. As lixeiras especiais também impedem a ação de vândalos e de animais que possam vir a espalhar os resíduos”, destacou o prefeito. A apresentação foi feita ao comércio local, representado pelo presidente da Associação Comercial e Empresarial de Ilhabela, Wilson Santos. Também acompanharam a apresentação o presidente da Câmara, Adilton Ribeiro, o secretário de Meio Ambiente, Daniel Marçal, o secretário da Cultura, Benedito Augusto, o secretário de Governo, Luiz Alberto de Faria – Luizinho, e a secretária de Educação, Lídia Sarmento.
Com pouco mais de um metro de altura, a lixeira subterrânea pode até parecer uma lixeira comum à primeira vista, porém, ao colocar o lixo dentro do recipiente, logo percebemos que tem algo diferente. Um fundo falso liga o recipiente da superfície a um contêiner subterrâneo, localizado a mais de dois metros abaixo do nível da calçada. A ideia é justamente acabar com o acúmulo de sacos de lixo nas calçadas, evitando que ele se espalhe.
Para facilitar a retirada do lixo depositado, uma parte da calçada funciona como uma tampa da lixeira, permitindo que um caminhão da empresa responsável pelo serviço se aproxime e faça o recolhimento do lixo diariamente. Vale destacar que não existe o risco de vazamento e contaminação do solo por se tratar de uma caixa estanque. Todo o resíduo reciclável e orgânico é separado e transportado para locais diferenciados. Outro diferencial é que, devido à grande capacidade, a lixeira subterrânea exige menos viagens das empresas coletoras de lixo, o que representa uma boa economia nos cofres públicos.

Bammuss desfila no “27º Concurso de Bandas e Fanfarras da Cidade de Caieiras”

O concurso reuniu cerca de 60 grupos musicais de vários Estados

No domingo (23), a Bammuss – Banda Marcial Municipal de São Sebastião fez uma participação especial no “27º Concurso de Bandas e Fanfarras da Cidade de Caieiras”, considerado um dos maiores e mais tradicionais concursos do gênero musical do país.
O maestro voluntário Eliabe Garcez falou sobre a experiência. “Foi uma honra poder pisar novamente na pista onde passam as maiores corporações do Brasil, realizando uma apresentação especial neste incrível concurso e isso se deve à dedicação e ao esforço de cada integrante que transbordou na avenida de forma muito emocionante, mostrando força, superação e união, o que descreve a família Bammuss”.
Reconhecendo a importância de todos, Garcez fez um agradecimento especial aos atuais e ex-componentes que participaram também na Bamut (Banda Municipal da Topolandia) e Bamif (Banda Marcial de Ilhabela – Fundaci). “Com eles trouxemos muitos títulos para cidade. Gratidão também pelos apoiadores e companheiros Diego Souza e Rilles Rocha (regentes voluntários), Maessa Mori e Juliana Ferreira (coreógrafas), Claudielen do Carmo e Keller Ramos (linha de frente) que não mediram esforços para que a banda pudesse participar deste evento”, completou.
A apresentação especial da Bammuss aconteceu no início da tarde do domingo, quando iniciaram o desfile apresentando a música “Dr. Jeckle and Hyde Park”, da Carnaby Street Pop Orchestra And Choir, conhecida por ser o tema do programa ‘Esporte Espetacular’ (TV Globo). A segunda música, já na formação da concha em frente o palanque, foi um dos maiores sucessos da banda de rock progressivo Pink Floyd, “The Wall”, seguida de outras duas peças musicais, “A Hora é Agora” da dupla sertaneja Jorge & Mateus e “Lágrimas e Chuva” da banda de pop rock nacional Kid Abelha. O ponto alto e que encerrou a apresentação clássica canção do pop internacional, interpretada pelo Village People e sucesso no final dos anos 70, “Macho Man”, que levantou o público presente.

Bammuss
A Bammuss foi uma transformação da saudosa Famuss, criada em 6 de outubro de 2006 pelo decreto de lei de nº 1815/2006. Porém, desde 2013 ela estava parada, mas o sonho de reativar sempre esteve vivo no coração de ex-integrantes. Já em 2015 houve uma tentativa para que isso acontecesse, porém não obtiveram resultado positivo. Somente este ano, nos meses de junho e julho quando foi realizado pela Prefeitura o ‘3º Festfan – Festival de Banda e Fanfarras’, que a reunião foi possível através do coordenador o Músico Eliabe Garcez.
Este evento reacendeu a chama dos antigos componentes e, após uma reunião realizada depois do 3º Festfan, entre o coordenador e o casal Diego e Maessa, foi proposto o retorno e a reativação da Bammuss, o que culminou com a participação no desfile do dia ‘7 de Setembro’ e que contou com regentes que passaram pelas corporações Fanese (Fanfarra Estudantil Sebastianense) e Famuss (Fanfarra Municipal de São Sebastião).
Uma das conquistas mais importantes para este ressurgimento foi um local para sediar a Bammuss, que a partir de agora realiza seus ensaios e reuniões no Centro Comunitário da Topolândia.
A banda hoje conta com cerca de 100 integrantes tendo como regentes Eliabe Garcez, Diego Sousa e Riles Rocha. Os responsáveis pelo corpo coreográfico são Maessa Mori e Juliana Ferreira e pela linha de frente Cacau e Carlão (Claudielen do Carmo e Keller Ramos).

Concurso
O tradicional ‘Concurso de Bandas e Fanfarras da Cidade de Caieiras’, município conhecido como ‘cidade dos pinheirais’, é considerado um dos maiores espetáculos de música e dança da região e um dos melhores e mais tradicionais concursos do país.
O evento, realizado pela Prefeitura conta com o apoio da Fanfarra Marcial Simples Walther Weiszflog de Caieiras e manteve as características trazidas pelos anos anteriores. Além disso, conforme o regulamento, as corporações puderam apresentar clássicos musicais e também canções de estilo popular, com o objetivo de mostrar ao público a variedade do trabalho artístico desenvolvido pelas fanfarras e bandas.

Câmara recebe projeto de suplementação orçamentária de quase R$ 6 milhões

A Câmara de Ilhabela recebeu o projeto de lei 66/2016 encaminhado pelo Executivo Municipal com a finalidade de suplementação de dotações do orçamento vigente. O PL foi lido na sessão Ordinária da última terça-feira (25/10) e prevê um acréscimo no orçamento de quase R$ 6 milhões provenientes do excesso de arrecadação dos royalties.
A propositura prevê que o montante seja destinado para as secretarias de Turismo, Governo, Cultura, Saúde e Meio Ambiente, além da Fundação Arte e Cultura de Ilhabela (Fundaci).
Na pasta de Cultura, por exemplo, o recurso deve ser aplicado para viabilizar infraestrutura em local aberto para as apresentações de encerramento das oficinas culturais. Todos os anos essas mostras artísticas são realizadas no Espaço Cultural Galpão das Artes, porém o local sofreu um incêndio recentemente e está passando por reformas. Outros eventos como Dia da Consciência Negra e Dia Nacional do Samba também estão no calendário cultural para os últimos meses do ano.
Já os valores destinados à pasta da Saúde devem ser aplicados, entre outras necessidades, para ampliar a aquisição de material de consumo, tendo em vista o aumento dos atendimentos com a nova Unidade Básica de Saúde no Perequê.
O Programa “Ilhabela o ano inteiro” da secretaria de Turismo também receberá investimento com a finalidade da promoção de eventos e de estruturar o receptivo de navios cruzeiros para a temporada 2016/2017.
O pedido de regime de urgência não foi aceito pela Câmara com voto contrário dos vereadores Sampaio Júnior (Rede); Rita Gomes, a Dra. Rita (PTdoB); Thiago Santos, o Dr. Thiago (SD); Benedita Gonzaga, a professora Dita (PTB) e Gracinha Ferreira (PSD). Sendo assim, o PL terá o mesmo tempo de tramitação dos demais e entrará na pauta após passar pelas Comissões Permanentes.

Denominação de via pública
O projeto de lei 68/2016, de autoria do vereador Luiz Paladino de Araújo, o Luizinho da Ilha (PSB), também foi lido na última sessão. A propositura denomina de Rua Cilso de Godoi a via pública com início na Rua Benedito de Paula Cassiano, no Reino. Segundo justificativa, a medida vai possibilitar que as famílias residentes no local sejam beneficiadas com os serviços de água encanada, rede elétrica, além de rede coletora de esgoto.

Sectur recebe 22º Encontro Regional de Autores do Litoral Norte neste sábado

Valorizar o potencial dos escritores das cidades de São Sebastião, Ubatuba, Caraguatatuba e Ilhabela. Esta é a proposta do 22º Encontro Regional de Autores do Litoral Norte, que acontecerá neste sábado (29), na Secretaria de Cultura e Turismo (Sectur), no Centro Histórico de São Sebastião.
O evento, coordenado por Maria Angélica de Moura Miranda, a ser aberto às 18h, conta com dezenas de títulos. “Há 22 anos realizo o encontro e tenho cadastradas mais de 600 obras sobre a nossa região. Até o momento, estão inscritas 35 títulos sendo 12 de Ubatuba, 10 de São Sebastião, Ilhabela com oito obras e Caraguá, com cinco”, observou Maria Angélica.

Títulos
São Sebastião
1. “Meu Encontro com a Estrela”, de Antonio Francisco de Assis (Canal 6 Editora – Bauru/SP – 2013)
2. “O Melhor de Nós”, autoria dos alunos da EM Henrique Botelho (Professora Maria Inês Leopoldino – 2014/2015)
3. “Vamos Juntos!”, de Abelardo Gomes de Abreu (Grupo Editorial Scortecci – São Paulo/SP – 2016
4. “O Uivo do Vento e Outras Maresias”, de Ivo de Souza (Casa do Novo Autor Editora – São Paulo/SP – 2016)
5. “Revoadas de Sonhos”, de Maria Antonia dos Santos Marcolino (Daya Editorial – São Paulo/SP – 2016)
6. “Laura Sophia Heyes”, de Thais Caldeira (Editora Autografia Edição e Comunicação Ltda – Rio de Janeiro – 2016)
7. “ Semeador de Felicidade”, de Antonio Francisco de Assis (JAC Gráfica e Editora – São José dos Campos/SP – 2016)
8. “Memórias de um Petroleiro”, de Valentin Alves Chagas Filho (Grupo Editorial Scortecci – São Paulo – 2016)
9. “O Solstício da Eternidade”, de Hercsh W. Basbaum (Livrus Negócios Editoriais – São Paulo – 2016)
10. “Sortimentos Prosa & Poesia”, de Léa Ferro (Darda Editora – Campos dos Goytacazes/RJ – 2016)

Ubatuba
1.“Durante a Neblina”, de Emerson Gomês (Chiado Editora – Portugal – 2013)
2. “Homenagem ao Professor Pardal e Outros”, de Jorge Gusmão (Supergraf – Taubaté/SP – 2014)
3.“Turismo de Base Comunitária e Planos de Negócios, de vários autores (Páginas & Letras Editora e Gráfica Ltda – São Paulo – 2015)
4. “Escrafunchando o Lagamá”, de Julinho Mendes (Grupo Editorial Scortecci – São Paulo – 2015)
5. “Coração a Bombordo – Sementes Líricas”, de Domingos Santos (Editora Literacidade – Marabá/PA – 2015)
6. “Castigo e Morte”, de Jorge Cocicov (Husky Comunicação Visual – 2015)
7. “O Segredo da Felicidade”, de Alexandre A. Nunes (Editora Águia – Ubatuba/SP – 2015)
8. “Planejamento Ambiental da Bacia Hidrográfica do Ubatumirim”, de vários autores (Páginas & Letras Editora e Gráfica Ltda – São Paulo – 2016)
9. “Arco de Virar Réu”, de Antonio Cestaro (Tordesilhas Editorial Ltda – São Paulo – 2016)
10. “Palavrandando”, de Santiago Bernardes (Editora Multifoco – Rio de Janeiro – 2016)
11. “Letras Juntadas”, de José Raimundo Faleiros (Moinho Editorial- Piracicaba/SP – 2016)
12. “Rir é o Melhor Genérico”, de José Bernardes de Almeida Gil e Conrado Bonadio Becker (Editora e Livraria Cabral Universitária – Taubaté/SP – 2015)
Caraguatatuba
1.“O Litoral em Dois Tempos de Santos a Ubatuba”, de Alberto Martins e Glória Kok (Editora Neotropica – São Paulo – 2015)
2. “Quebra-Cabeça Trilogia”, de Juliana Francis (Clube dos Autores – São Paulo – 2015)
3. “Contos do Sol Renascente”, de André Kondo e ilustrações de Alessandro Fonseca (Telucazu Edições – Jundiaí/SP – 2015)
4. “Cem Pequenas Poesias do Dia a Dia”, de André Kondo e ilustrações de Alessandro Fonseca (Telucazu Edições – Jundiaí/SP – 2016)
5. “Palavrinhas & Palavrões”, de Juliana Francis (Clube dos Autores/SP – 2016)

Ilhabela
1.“Coração de Palmeira”, de Paulo Stanich Neto (Editora Café com Lei – São Paulo – 2006)
2. “Antártica, um Mundo feito de Gelo”, de Maristela Colucci (Companhia das Letrinhas – São Paulo – 2007)
3. “As Incríveis Aventuras e Estranhos Infortúnios de Anthony Knivet”, de Sheila Moura Hue (Jorge Zahar Editor – Rio de Janeiro – 2008)
4. “Estórias e Histórias de Ilhabela”, de Edson Souza (Editora Livronovo Ltda/SP – 2014)
5. “História de uma Linha”, de Silvana Beraldo Massera e ilustrações de Silvia Amstalden (Rodrigues & Rodrigues Editora Ltda/SP – 2015)
6. “Príncipe de Astúrias, um Mistério entre Dois Continentes”, de Jeannis Michail Platon (edição do autor – São Sebastião/SP – 2016)
7. “Direito das Comunidades Tradicionais Caiçaras”, sob organização de Paulo Stanich Neto com vários autores (Editora Café com Lei/SP – 2016)
8. “A Ilha dos Mortos”, de Rodrigo de Oliveira (Faro Editorial – Barueri/SP – 2016)
Serviço: A Sectur fica na aavenida Dr. Altino Arantes, 174, Rua da Praia, Centro Histórico.

Ponto facultativo do Dia Funcionário Público Municipal interrompe inscrições para o “Jovem Aprendiz” da Guarda Mirim

O atendimento aos interessados prossegue hoje (27), e só retornará na próxima segunda (31), último dia para se inscrever

guarda-mirim-segur-pmss-8

Os interessados no concurso “Jovem Aprendiz”, da Guarda Civil Municipal Mirim (GCMM), de São Sebastião, e que ainda não se inscreveram no processo seletivo, devem se apressar, pois o prazo final expira na próxima segunda-feira (31). Vale lembrar que nesta sexta-feira (28), não haverá expediente nas repartições públicas levando em consideração o ponto facultativo decretado pelo prefeito Ernane Primazzi pelo Dia do Funcionário Público.
Até o momento já foram computados cerca de 450 inscritos e este grande movimento já era esperado, visto que, o primeiro dia, em 17 de outubro, foi encerrado com mais de 140 inscrições segundo a comandante da GCMM Viviane Cristina Paiva.
Por conta da grande demanda, os guardas mirins que estão como aprendizes em empresas conveniadas ao Programa GM Jovem Aprendiz auxiliam nas inscrições sob supervisão e orientação do presidente da Comissão do Processo Seletivo da Guarda Mirim, inspetor GCM Baptista. “Estamos iniciando os testes com um sistema virtual desenvolvido pelo Guarda Mirim Dorotheo, com o intuito de agilizar e informatizar a administração do projeto desde as inscrições até encaminhamento do jovem ao mercado de trabalho”, explicou a comandante.
A iniciativa visa preencher as 80 vagas existentes na Guarda Mirim – órgão vinculado à Secretaria de Segurança Pública (Segur) – , distribuídas em dois períodos, manhã e tarde, com carga horária de 20 horas semanais. A seleção será feita por meio de triagem a ser realizada por intermédio da Guarda Mirim sabendo ser condições prévias para a inscrição ser brasileiro; residente e domiciliado no município por, pelo menos, três anos; estar matriculado na rede regular de ensino; ter entre 14 e 17 anos e 11 meses até a data do início do Curso de Formação para Guarda Mirim; possuir renda familiar de até seis salários mínimos; ter frequência escolar ao longo do ano letivo de 2016; ter ciência e concordância de todo o conteúdo do Regimento Interno da Guarda Mirim bem como de todo o conteúdo do edital 001/2016.
Serão divulgadas duas listas com os candidatos selecionados, sendo uma geral – com todos os inscritos –, e outra especial – com os portadores de necessidade especial. A divulgação das listas dos selecionados acontecerá após a fase recursal e observadas as disposições do referido edital. Já a listagem geral e a listagem dos portadores de necessidades especiais, serão publicadas no site oficial da Prefeitura, bem como estarão afixadas tanto no Quadro de Editais no Paço Municipal, sito à rua Sebastião Silvestre Neves, 214, no Centro quanto na base da GCMM em Barequeçaba. Haverá, ainda, publicação das listagens nos veículos de comunicação.
Os candidatos devidamente inscritos prestarão uma prova escrita (avaliação classificatória) sobre Língua Portuguesa, Matemática, Informática e História de São Sebastião.
Serviço: Para ler o edital completo com todas as informações sobre o processo seletivo clique aqui.

Banda Marcial de Caraguá conquista seis troféus no Concurso de Caieiras

O conjunto de 106 alunos ficou em 2º lugar na categoria Infanto-Juvenil e 3º no Juvenil no quesito Corpo Coreográfico

20161022_162633

A Banda Marcial Municipal de Caraguatatuba da EMEF Prof. Euclydes Ferreira (BAMMAC) voltou do 27º Concurso de Fanfarras e Bandas de Caieiras com seis troféus para a sua coleção. Sob a regência de Daniel Maciel e com coreografia da professora Rosana Silva, o conjunto formado por 106 alunos ficou em 2º lugar na categoria Infanto-Juvenil e 3º no Juvenil no quesito Corpo Coreográfico. Em sua primeira competição, Sabrina Moreira Alves, 16 anos, ficou em 2º lugar em baliza na categoria Juvenil e 3º lugar na categoria Infanto-Juvenil. “Apesar do nervosismo, consegui me concentrar e fazer uma boa apresentação. Estou muito feliz com o resultado. Quero treinar muito para conquistar o primeiro lugar da próxima vez”, disse. Já o colega João Antônio Pereira dos Santos, 14 anos, também competindo pela primeira vez, recebeu dois troféus como comandante-Mór, um na categoria Infanto-Juvenil (3º lugar) e outro na Juvenil (3º lugar). A função do Mór é dar comandos de voz, liderar parte da marcha dos integrantes e entregar a liderança para o regente. “Já toquei tuba, fiz parte do corpo coreográfico e agora sou Mór. É muito bom participar dessa banda”, afirmou. De acordo com Daniel Maciel, a BAMMAC tem surpreendido a cada concurso e as bandas e fanfarras de outros municípios já nos reconhecem, respeitam e aplaudem as exibições da equipe de Caraguatatuba. Iniciada em abril de 2012, é a primeira Banda Marcial na história de Caraguatatuba, com alunos que nunca haviam tido contato com a música. Hoje o projeto conta com 106 alunos, desses 76 já integrados na corporação e 30 em fase de aprendizado em oficinas de teoria e prática. “Só temos a agradecer pelo apoio dado pelo prefeito Antonio Carlos e pela equipe da secretaria de Educação”, declarou.

Projeto de Robótica de Caraguá fatura 2º lugar na OpenCon Campinas

A equipe do setor de Informática e do projeto Robótica da Secretaria de Educação de Caraguatatuba conquistou o 2º lugar, com o pôster “Percepções da inserção do projeto de robótica no processo de ensino-aprendizagem da rede municipal de ensino de Caraguatatuba”, entre 50 trabalhos inscritos na Conferência Internacional OpenCon Campinas, realizada na sexta (21).
O Comitê de Organização e de Apoio da OpenCon 2016, formado por professores do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Campinas, julgou metodologia, relevância, originalidade, solidez técnica e apresentação entre outros quesitos.
Quatro dos 23 professores de Robótica, Bruno Reis Moreira Nacano, Ernesto Neto, Ester Bittencourt de Carvalho Pinto, Hercules Pantojo da Silva e Rúbia Moreira; e 16 alunos estiveram presentes no evento e conversaram com os avaliadores sobre benefícios desse projeto na rede municipal.
Entre as qualidades apontadas pelos docentes estão: a maior dedicação aos estudos; aumento do nível de sociabilidade; exercício do respeito pelo próximo; identificação de qualidades e habilidades no outro; inclusão e a valorização do trabalho em equipe, além de maior concentração e rendimento em sala.
Por meio do Lego Mindstorms, os estudantes montam versões variadas de robôs e aprendem princípios de matemática, mecânica, eletrônica e programação.
Além do painel, a caravana de Caraguá fez a demonstração dos robôs: cadeira de rodas programada para andar e subir escadas; guitarra com teclas que reproduzem a frequência das notas da escala musical; cadeira de rodas que reconhece obstáculos e altera a rota; e cadeira de rodas para pessoas com tetraplegia. Todos desenvolvidos durante as aulas.
Também integraram o grupo os professores Ludervan Sanches, Ernesto Neto, Wlamir Nascimento e os tecnólogos Denis Lavinas e Victor Pugliese, do setor de Informática Educativa.
A OpenCon é uma conferência internacional sobre acesso aberto, educação aberta e dados abertos, promovida anualmente, desde 2014, pela SPARC (Scalable Processor ARChitecture ou Arquitetura de Processadores Escaláveis) e pela Right to Research Coalition (EUA). Voltada a estudantes, professores, bibliotecários e outros profissionais que se interessam em aprender e fazer mais pela ciência aberta.
O evento em Campinas foi um encontro satélite, a conferência principal será na capital dos Estados Unidos, Washington DC, entre 12 e 14 de novembro.

Palestras
O grupo também assistiu à palestra “A singularidade, a matriz e o exterminador do futuro”, do professor Alexandre Oliva, que por meio de filmes como Matrix, Ex-Machina, O Exterminador do Futuro, 2001, Uma Odisseia no Espaço, Eu, Robô, abordou a seguinte questão: “Quando as máquinas com inteligência artificial vão superar os seres humanos?”.
Segundo Oliva, a visão das obras de ficção (livros e filmes) mostra que a missão das máquinas é destruir ou se apoderar da vida humana. “Hoje quem nos controla, são as grandes corporações, que criam desejos e necessidades artificiais para nos comandar, usando o marketing”, afirmou. A solução de acordo com Alexandre é comprar e ter negócios locais e familiares, evitar vulnerabilidades como contrair dívidas e ser altruísta. Bem como priorizar as informações sobre Acesso Aberto, Educação Aberta e Dados Abertos.
Outra palestra foi sobre o “InVesalius – Software livre de imagens médicas”, desenvolvido no CTI – Centro de Tecnologia da Informação Renato Archer, em Campinas. Esse software livre permite que sejam gerados modelos tridimensionais de regiões de interesse do corpo humano – próteses médicas.
Em seguida, alguns alunos foram conhecer o laboratório de próteses do CTI. Lá puderam ver a réplica de algumas próteses usadas em cirurgias de diferentes especialidades
O aluno da EMEF Prof. Luiz Ribeiro Muniz, José Henrique de Souza Machado, 15 anos, ficou fascinado com o que escutou e viu. “Achava que uma impressora 3D era um bicho-de-sete-cabeças, mas não é. Muito bom ter vindo nesta viagem e aprender coisas novas que posso colocar em prática no futuro. O curso de engenharia, por exemplo, permite várias possibilidades no mercado, inclusive essa de projetar próteses médicas”, disse.

Câmara recebe projeto de suplementação orçamentária de quase R$ 6 milhões

A Câmara de Ilhabela recebeu o projeto de lei 66/2016 encaminhado pelo Executivo Municipal com a finalidade de suplementação de dotações do orçamento vigente. O PL foi lido na sessão Ordinária da última terça-feira (25/10) e prevê um acréscimo no orçamento de quase R$ 6 milhões provenientes do excesso de arrecadação dos royalties.
A propositura prevê que o montante seja destinado para as secretarias de Turismo, Governo, Cultura, Saúde e Meio Ambiente, além da Fundação Arte e Cultura de Ilhabela (Fundaci).
Na pasta de Cultura, por exemplo, o recurso deve ser aplicado para viabilizar infraestrutura em local aberto para as apresentações de encerramento das oficinas culturais. Todos os anos essas mostras artísticas são realizadas no Espaço Cultural Galpão das Artes, porém o local sofreu um incêndio recentemente e está passando por reformas. Outros eventos como Dia da Consciência Negra e Dia Nacional do Samba também estão no calendário cultural para os últimos meses do ano.
Já os valores destinados à pasta da Saúde devem ser aplicados, entre outras necessidades, para ampliar a aquisição de material de consumo, tendo em vista o aumento dos atendimentos com a nova Unidade Básica de Saúde no Perequê.
O Programa “Ilhabela o ano inteiro” da secretaria de Turismo também receberá investimento com a finalidade da promoção de eventos e de estruturar o receptivo de navios cruzeiros para a temporada 2016/2017.
O pedido de regime de urgência não foi aceito pela Câmara com voto contrário dos vereadores Sampaio Júnior (Rede); Rita Gomes, a Dra. Rita (PTdoB); Thiago Santos, o Dr. Thiago (SD); Benedita Gonzaga, a professora Dita (PTB) e Gracinha Ferreira (PSD). Sendo assim, o PL terá o mesmo tempo de tramitação dos demais e entrará na pauta após passar pelas Comissões Permanentes.

Denominação de via pública
O projeto de lei 68/2016, de autoria do vereador Luiz Paladino de Araújo, o Luizinho da Ilha (PSB), também foi lido na última sessão. A propositura denomina de Rua Cilso de Godoi a via pública com início na Rua Benedito de Paula Cassiano, no Reino. Segundo justificativa, a medida vai possibilitar que as famílias residentes no local sejam beneficiadas com os serviços de água encanada, rede elétrica, além de rede coletora de esgoto.

Bammuss desfila no “27º Concurso de Bandas e Fanfarras da Cidade de Caieiras”

O concurso reuniu cerca de 60 grupos musicais de vários Estados

No domingo (23), a Bammuss – Banda Marcial Municipal de São Sebastião fez uma participação especial no “27º Concurso de Bandas e Fanfarras da Cidade de Caieiras”, considerado um dos maiores e mais tradicionais concursos do gênero musical do país.
O maestro voluntário Eliabe Garcez falou sobre a experiência. “Foi uma honra poder pisar novamente na pista onde passam as maiores corporações do Brasil, realizando uma apresentação especial neste incrível concurso e isso se deve à dedicação e ao esforço de cada integrante que transbordou na avenida de forma muito emocionante, mostrando força, superação e união, o que descreve a família Bammuss”.
Reconhecendo a importância de todos, Garcez fez um agradecimento especial aos atuais e ex-componentes que participaram também na Bamut (Banda Municipal da Topolandia) e Bamif (Banda Marcial de Ilhabela – Fundaci). “Com eles trouxemos muitos títulos para cidade. Gratidão também pelos apoiadores e companheiros Diego Souza e Rilles Rocha (regentes voluntários), Maessa Mori e Juliana Ferreira (coreógrafas), Claudielen do Carmo e Keller Ramos (linha de frente) que não mediram esforços para que a banda pudesse participar deste evento”, completou.
A apresentação especial da Bammuss aconteceu no início da tarde do domingo, quando iniciaram o desfile apresentando a música “Dr. Jeckle and Hyde Park”, da Carnaby Street Pop Orchestra And Choir, conhecida por ser o tema do programa ‘Esporte Espetacular’ (TV Globo). A segunda música, já na formação da concha em frente o palanque, foi um dos maiores sucessos da banda de rock progressivo Pink Floyd, “The Wall”, seguida de outras duas peças musicais, “A Hora é Agora” da dupla sertaneja Jorge & Mateus e “Lágrimas e Chuva” da banda de pop rock nacional Kid Abelha. O ponto alto e que encerrou a apresentação clássica canção do pop internacional, interpretada pelo Village People e sucesso no final dos anos 70, “Macho Man”, que levantou o público presente.

Bammuss
A Bammuss foi uma transformação da saudosa Famuss, criada em 6 de outubro de 2006 pelo decreto de lei de nº 1815/2006. Porém, desde 2013 ela estava parada, mas o sonho de reativar sempre esteve vivo no coração de ex-integrantes. Já em 2015 houve uma tentativa para que isso acontecesse, porém não obtiveram resultado positivo. Somente este ano, nos meses de junho e julho quando foi realizado pela Prefeitura o ‘3º Festfan – Festival de Banda e Fanfarras’, que a reunião foi possível através do coordenador o Músico Eliabe Garcez.
Este evento reacendeu a chama dos antigos componentes e, após uma reunião realizada depois do 3º Festfan, entre o coordenador e o casal Diego e Maessa, foi proposto o retorno e a reativação da Bammuss, o que culminou com a participação no desfile do dia ‘7 de Setembro’ e que contou com regentes que passaram pelas corporações Fanese (Fanfarra Estudantil Sebastianense) e Famuss (Fanfarra Municipal de São Sebastião).
Uma das conquistas mais importantes para este ressurgimento foi um local para sediar a Bammuss, que a partir de agora realiza seus ensaios e reuniões no Centro Comunitário da Topolândia.
A banda hoje conta com cerca de 100 integrantes tendo como regentes Eliabe Garcez, Diego Sousa e Riles Rocha. Os responsáveis pelo corpo coreográfico são Maessa Mori e Juliana Ferreira e pela linha de frente Cacau e Carlão (Claudielen do Carmo e Keller Ramos).

Concurso
O tradicional ‘Concurso de Bandas e Fanfarras da Cidade de Caieiras’, município conhecido como ‘cidade dos pinheirais’, é considerado um dos maiores espetáculos de música e dança da região e um dos melhores e mais tradicionais concursos do país.
O evento, realizado pela Prefeitura conta com o apoio da Fanfarra Marcial Simples Walther Weiszflog de Caieiras e manteve as características trazidas pelos anos anteriores. Além disso, conforme o regulamento, as corporações puderam apresentar clássicos musicais e também canções de estilo popular, com o objetivo de mostrar ao público a variedade do trabalho artístico desenvolvido pelas fanfarras e bandas.

Prefeitura envia representantes da aldeia indígena Ribeirão Silveiras para Feira Agroecológica de Cunha

feira-de-troca-de-sementes-divulgacao-10

Representantes da aldeia indígena Ribeirão Silveiras, em Boracéia, Costa Sul de São Sebastião, foram enviados pela Prefeitura para participarem da VI Feira de Troas de Sementes Crioulas e Mudas de Cunha.
A ação aconteceu no último dia 15, organizada pela pela Associação de Cultura e Educação Ambiental (Serracima) e pelo Grupo de Agricultores Familiares Agroecológicos de Cunha (Gafac) e contou com a participação da Secretaria de Meio Ambiente de São Sebastião (Semam) que apoiou a participação dos índios locais.
De acordo com a bióloga Cintia Castro de Freitas, chefe de Divisão de Agricultura e Abastecimento da pasta, o convite para o evento partiu do técnico Silas Barrozo, da Coordenadoria de Biodiversidade e Recursos Naturais (CBRN). “Conseguimos contribuir com o transporte, uma Sprinter da Secretaria Municipal de Educação que conduziu dez representantes da aldeia acompanhados do cacique Adolfo Timóteo, que também puderam transportar mudas de palmito e artesanato indígena para exposição e venda”, observou.
Sob o tema “Agroecologia, alimentos e saúde” na forma de uma roda de conversas, a feira eira contou com apresentação de capoeira, danças e músicas regionais (como a apresentada pelos índios da Reserva local), além de uma programação especial para crianças que facilitou a participação dos pais. “A participação dos índios sebastianenses no evento foi uma experiência muito benéfica, pois contribui na construção de experiências locais e regionais mais solidárias e colaborativas, fortalecendo as comunidades envolvidas no processo de transição agroecológica. De acordo com o cacique Adolfo, o grupo gostou muito de participar, pode trocar muitas experiências e trouxe de volta para a tribo novos conhecimentos”, comentou a bióloga da Semam.
Participaram da feira as cidades de Lagoinha, Silveiras, Pindamonhangaba, São José dos Campos, Paraibuna, São Luiz do Paraitinga, Paraty e Cunha e São Sebastião.

Eventos anteriores
No ano passado, mais de 300 participantes trocaram quase 200 quilos de sementes e 600 mudas de 300 variedades de espécies vegetais. Ao mesmo tempo, aconteceram muitas trocas de experiências inovadoras e de histórias de resistência da agricultura tradicional. “A importância da troca e resgate de sementes crioulas e mudas fortalece a resistência no campo e o movimento de transição agroecológica, garantindo a soberania alimentar das famílias dos agricultores, a redução do uso de insumos externos, a geração de renda no campo e o aumento da agrobiodiversidade, além de contribuir significativamente com a segurança alimentar da população do município”, destacou Cintia.
De acordo com informações dos organizadores, a feira tem a finalidade de promover o conhecimento tradicional, geração de renda, cuidado com o meio ambiente e segurança alimentar. Ela traz empreendimentos comunitários, criando ambientes para a geração de trabalho e renda. Com pequenos recursos se consegue garantir a manutenção anual da festa, que compartilha sementes, conhecimentos e esperanças. O almoço aos participantes é gratuito em parceria com restaurante local e, à tarde, é servido um café da roça, com o incentivo do uso de canecas trazidas pelos participantes, evitando, assim, o consumo de copos descartáveis. O propósito é juntar forças, conectar territórios e iniciativas ao desenvolvimento local sustentável, que promovam direitos, respeito aos seres vivos, ao ambiente e às relações sociais.
Em 2014, a proposta do evento foi debater os impactos do sistema de produção agrícola na saúde, bem como apresentar caminhos concretos para a garantia de uma produção livre de venenos e outros insumos químicos, diversificada, que valoriza os recursos locais e hábitos culturais desenvolvidos por famílias agricultoras em transição agroecológica.